A Rádio Itapuã

No dia 21 de dezembro de 1999, Antônio Ilha e família, resolveu passar as férias de verão na Praia da Varzinha, Lagoa dos Patos, Região de Itapuã, na casa da vó Marieta, (Mãe da Lexa e sogra de Antônio), com os filhos Letiano e Helvian (Bigú). Antônio na sua bagagem levou um transmissor de 20 wat, fabricado pelo Técnico Jorge Alberto.

Chegando lá de imediatos instalou uma antena amarrada num cano de plástico no segundo piso da casa da sogra. Instalou todo o equipamento na cozinha do segundo andar e ao ligar os equipamentos, percebeu que havia esquecido o transformador do equipamento e de imediato Antônio Ilha voltou a Porto Alegre para buscar o equipamento. No final da tarde já estava no ar a emissora, que Vilson Ferreira, irmão da Lexa, batizou de Rádio Abelha. A Praia estava lotada de gente e de imediato se esparramou a notícia da rádio e todo mundo passou a sintonizar e escutar. Foi um sucesso total.

Terminado as férias em fevereiro, o povo fez uma conclamação para rádio permanecer no ar. Ai Antônio Ilha incentivado por Sadi Caetano e Ciro Barbosa, afirmou quer iria iniciar a fundação da Rádio e logo solicitar ao Ministério das Comunicações a concessão para funcionamento. Em fevereiro de 2000, Antônio Ilha encarregou Sadi Caetano para convocar a comunidade de Itapuã, para uma Assembléia de Fundação da Emissora. Isso foi feito e apenas 12 (dose) pessoas compareceram no Salão da Diva e Vorni em Itapuã. Antônio Ilha explicou todo o projeto, mas quase ninguém acreditou no que Antônio afirmara. Devido ao número reduzido de pessoas foi marcada uma nova reunião para a próxima semana e nesta somente compareceram 04 (quatro) pessoas, ou seja, Antônio Ilha, Sadi Caetano, Ciro Barbosa e Serenita Barcelos. Sadi Caetano ficou desanimado porque havia convidado um número grande de pessoas em Itapuã, para comparecer na assembléia de fundação. Antônio disse ao Sadi - Não vamos desanimar, organizaremos um abaixo assinado de apoio da comunidade. Foi feito e conseguido mais de 2.000 (duas mil assinaturas). Logo em seguida Antônio Ilha, requereu a vinte amigos e parentes da Lexa, o xérox da carteira de identidade, CPF e foi lavrada uma Ata de Fundação em 29 (vinte e nove) de fevereiro de 2000 (ano bissexto). Elaborado o estatuto, que logo foi registrado e solicitado na Receita Federal o CNPJ. Após foi protocolado no Ministério das Comunicações o pedido de outorga da Rádio, que passara a se chamar Rádio Itapuã FM, por sugestão de Osmar Barcelos, pois no nome de Rádio Abelha não fazia sentido.

Após seis meses de protocolo no Ministério das Comunicações do pedido de outorga da Rádio Itapuã, Antônio Ilha, por ser advogado e conhecedor da jurisprudência de funcionamento das rádios, encheu seu automóvel de equipamentos e se dirigiu para Itapuã na procura de Sadi Caetano, que ligava todas as semanas pra saber quando a rádio entraria no ar. Chegando a Casa de Sadi, Antônio disse – Sadi tenho uma surpresa pra ti, vamos colocar a Rádio no ar – Sadí surpreso, perguntou quando? – Antônio respondeu hoje!!! Sadi deu uma risada e Antônio abriu o porta-malas do Carro e mostrou os equipamentos. De imediato saíram à procura de um lugar, para instalar o estúdio. Andaram por todo o Itapuã e nada!!!. A noite começou a chegar e uma chuva fina também. Então Sadi e Antônio resolveram dar uma chegada no Restaurante da Vó pra tomar uma cerveja e pensar no que fazer pra conseguir um lugar para instalar a Rádio. Perguntamos a Vó Esmerilda se não tinha um lugar, mas o valor do aluguel pedido não dava no orçamento dos dois loucos.

Após a segunda cerveja, chegou no local o Sr. Miguel Fraga, foi contado a história e Miguel de imediato falou - Olha a Serenita Barcelos tem duas peças que ela aluga e estão desocupadas. Antônio e Sadi tomaram o resto de cerveja no gute-gute e foram de imediato pra Serenita, pois ela havia assistido as duas reuniões em Itapuã de fundação da Rádio. Chegando lá, às nove horas da noite, falaram com a Serenita, que de imediato, já fora abrindo as portas e arredando os móveis pra colocar os equipamentos na sala da sua casa. Sadi e Antônio descarregaram os equipamentos do carro e começamos a escolher um lugar pra antena. Acharam uma taquara nos fundos da casa, que segurava o arame de secar as roupas da Serenita. Conseguiram uma escada um pedaço de arame e Antônio de bombachas e alpargatas brancas, subiu no telhado da casa de Serenita e amarrou a taquara, com a antena, no cano do fogão a lenha de Serenita. Sadi preocupado pra Antônio não cair, segurava a escada, pois a chuva não dava trégua. As 22:05 (vinte duas hora e cinco minutos), do dia 23 (vinte e três) de dezembro de 2000 (dois mil) a Rádio Itapuã FM entrou no ar, com a música takito militar de Renato Borghet e locução de Antônio Ilha. Sadi Caetano e Serenita Fraga foram para o telefone consguir ouvintes para Rádio. O primeiro a receber a ligação foi Rubens Vasconcelos, que também passou a ligar para o povo de Itapuã, para sintonizar a rádio que acabara de entrar no ar. Antônio todo molhado, fazia a locução da Rádio. Em pouco tempo toda a população da Itapuã estava sintonizada na Emissora que acabara de surgir no Portal da Lagoa dos Patos. Antônio com as alpargatas e os pés encharcado fez a locução da rádio até a meia noite, momento em que Sadi Caetano assumiu a locução, permanecendo no ar por 15 (quinze) horas sem parar. Antônio retornou no outro dia às vésperas de natal, e liberou o Sadi Caetano, que já estava rouco de tanto falar, pra ir pra casa tomar um banho e descansar um pouco. Na tarde do dia seguinte apareceram Dijey Wolnei, Paulo Roberto de Fraga Cirne, que receberam umas instruções de Antônio Ilha, de como funcionava os equipamentos, e os mesmos assumiram a locução. Mais tarde apareceu um quarto locutor que foi Cleber Santos. A partir daí a Rádio Itapuã surge com um grande sucesso na comunidade do Portal da Lagoa dos Patos. Hoje continua o trabalho comunitário com reconhecimento nacional, ganhadora de várias menções honrosa, troféus de imprensa e outros, incluída na tese de Doutorado do Prof. Paulo Gallo da Universidade de São Paulo (USP). A Rádio Itapuã também foi escolhida para o projeto piloto do Ministério da Justiça, o qual seus comunicadores receberam treinamentos através do Gabinete do Ministro Tarso Genro, para atuar na prevenção e na segurança da comunidade. Também foi Rádio Piloto no projeto do Ministério da Saúde, num trabalho com o SUS, na questão do combate a dengue, leptospirose, vacinas e outras prevenções de doenças.

A Rádio Itapuã FM foi pioneira na realização do primeiro debate dos candidatos a Prefeitos da Cidade de Viamão, jamais havia ocorrido antes, um debate neste sentido no rádio. Também a Itapuã FM, promoveu, organizou e gravou um CD do primeiro festival de música realizado no município de Viamão, RS.

O Primeiro Presidente escolhido da Rádio foi Vilson Ferreira da Silva. Na segunda gestão foi eleito o Sr. Ederaldo Araújo de por último Lexa Ferreira Ilha. Antônio Hélvio Ilha, profundo conhecedor jurídico, apesar de Fundador número um da Rádio Itapuã FM, nunca quis fazer parte da Diretoria da Emissora, por entender, que sua melhor função, seria atuar na defesa jurídica da Rádio Itapuã FM, pois sabia, que na medida, que o sucesso Rádio aumentasse a inveja e os maus feitores estariam de plantão, para tentar prejudicar as metas que seriam realizadas. Muito trabalho na justiça existiria pela frente, a partir daquele momento em que o sucesso se aproximava. Muitas batalhas foram travadas e todas foram vitoriosas em prol da Rádio Itapuã. Não podemos esquecer a ajuda jurídica do Dr. Ivo Guimarães, Dr. Sebastião Melo, Ederaldo Araújo, que também estiveram juntos nas lutas mais difíceis da Itapuã FM.

A rádio itapuã possui programas de ecologia, saúde, notícias, informações, esporte e religiosos como Ministério e Restauração, Assembléia de Deus, Igreja do 7º Dia, etc. Destacamos ainda os programas: Ecofolclore, Notícias do Bairro, Trololó, A Voz do Povo, Fórum Comunitário, Tempos de Decisão, Sabão, Momento Nativo, Sertanejo Raiz, Sertanejão, Clássicos na Itapuã, Nova Vida, Norte a Sul e Sul a Norte, Encontro com os Serranos, Grande Riogrande, Sacode Itapuã, Brasileirinho, Portal do Samba, Amor e Poesia, 100% Gaúcho, Chimarreando com o Cantor da Mata, Despertar de Itapuã, Fim de Tarde e outros.

Assim foi iniciada uma trajetória de uma emissora que faz programas com a porta aberta, que possui mais de 30 (trinta) locutores e dezenas de colaboradores, que fazem a existência e permanência desta aguerrida Rádio Itapuã FM, que hoje pode ser ouvida em qualquer parte deste planeta através da internet. Em 2010, aguarda-se uma grande comemoração pelos seus dez anos de sucesso no ar.
Direitos reservados a Rádio Itapuã - 2010 | Criação e edição: Léo Brandão - www.leobrandao.net

  ..

TOPO